Sintomas do Amor Patológico

Amor patológico atrapalha a rotina quando a vida passa a girar somente em torno da pessoa amada. Os casos de amor patológico podem ser tão distintos e complexos que a USP criou o Ambulatório do Amor em Excesso (Amore) onde desenvolve pesquisas e auxilia quem sofre com o problema.

Segundo o ambulatório, os principais sintomas são:

– Sintomas de ansiedade como angústia, taquicardia e suor na ausência ou em qualquer situação de distanciamento afetivo do(a) amado(a).
– Preocupação excessiva com o(a) parceiro(a)
– Tempo destinado a controlar as atividades do(a) parceiro(a)
– Abandono de interesses e atividades particularmente prazerosas
– Falta de atitude mesmo frente a problemas pessoais e familiares

Sinais que podem indicar que você sofre de amor patológico

– Você costuma se sentir satisfeito com a quantidade de atenção e tempo que despende ao seu parceiro ou percebe que fez mais do que gostaria?
– Você acha que a quantidade de atenção que dirige ao seu parceiro está sob seu controle ou é comum tentar diminuir e não conseguir?
– Você mantém outros interesses e relacionamentos ou abandonou pessoas e funções em decorrência da sua vida amorosa?
– Você continua se desenvolvendo pessoal e profissionalmente após o início de seu relacionamento amoroso?

Se respondeu “não” à maioria das questões, é um sinal de alerta para o amor patológico. Nesse caso, existe a necessidade de realizar uma avaliação clínica mais aprofundada com um especialista.