Irritabilidade, distanciamento e falta de concentração do Pós-traumático

Embora não exista uma forma precisa de diagnosticar uma pessoa com transtorno de estresse pós-traumático, é a história e passado recente da pessoa que dá os primeiros indícios da patologia, por assim dizer. Os indivíduos que passam por esse transtorno necessariamente vivenciaram um situação traumática. Entretanto, nem todas as pessoas que vivenciaram uma situação de trauma desenvolveram o transtorno.

O transtorno de estresse pós-traumático está ligado a um intenso nível de estresse por um determinado período de tempo, geralmente na infância ou juventude, podendo ser ele longo, médio, ou relativamente curto. Indivíduos com transtorno de estresse pós-traumático  sonham com frequência sobre episódios relacionados ao evento que lhes causou o dano. Com isso, o sono tende a ser diminuído em razão das noites mal dormidas e sintomas de como irritabilidade, distanciamento e falta de concentração, passam a fazer parte da rotina do paciente.