O profissional médico de psiquiatria

O profissional de medicina psiquiátrica pode solicitar uma série de exames

O profissional de psiquiatria é um médico graduado e especializado em medicina psiquiátrica, capacitado para lidar com prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação de diferentes transtornos mentais. As doenças podem ser de cunho orgânico ou funcional, e podem possuir ou não manifestações psicológicas mais severas. Os sofrimentos mentais mais comuns tratados pela psiquiatria a depressão, o transtorno bipolar, a esquizofrenia, demência e uma série de transtornos de ansiedade.

Para que o médico psiquiatra possa exercer a influência necessária e alívio do sofrimento psíquico, é preciso uma avaliação completa do paciente, tanto do ponto de vista biológico e psicológico quanto cultural. Para isso, o profissional de medicina psiquiátrica pode solicitar uma série de exames, como eletroencefalograma (EEG), tomografia computadorizada (CT), ressonância magnética (RM), exame de sangue, dentre tantos outros. A intenção é ir em busca de alguma patologia que possa ser a causa da perturbação mental.

No diagnóstico e no tratamento, o psiquiatra costuma combinar o uso da psicoterapia e dos medicamentos. O acompanhamento psicoterápico pode ser realizado pelo médico, quando formado também em psicanálise, ou por um(a) psicólogo(a) geralmente componente da mesma equipe de tratamento. Em casos mais graves, em que o paciente necessita de internação psiquiátrica, o médico também está capacitado para atendê-lo.

No Brasil, o tipo de tratamento psiquiátrico mais comum é aquele que acontece por demanda espontânea, ou seja, o paciente é quem busca auxílio médico e a reorganização de sua vida psíquica. Dessa forma, o tratamento psiquiátrico acontece de forma ambulatorial, no próprio consultório do psiquiatra. Em alguns casos pode haver a solicitação de internação, tanto da parte de outros médicos quanto a partir de solicitação judicial.

Dentro da psiquiatria existem diferentes especialidades. A Associação Brasileira de Psiquiatria reconhece cinco diferentes especialidades, sendo elas a psiquiatria da infância e da adolescência; psiquiatria forense, psicogeriatria; psicoterapia e interconsulta em hospital geral.