Serotonina e a comunicação entre os neurônios

Como uma das substâncias mais importantes do organismo humano, a serotonina faz parte dos muitos neurotransmissores que atuam no cérebro. Toda a comunicação entre os neurônios é fundamental para que se possa analisar o ambiente, bem como dar respostas à estímulos externos. Além desta ‘ponte’ entre neurônios, a serotonina atua regulando o sono, o ritmo cardíaco, apetite e regulação de outros neurônios.

A serotonina atua regulando o sono, o ritmo cardíaco, apetite e regulação de outros neurônios

No sono, a serotonina influencia na primeira fase, em que o sono é lento. No que se refere aos transtornos de humor, como ansiedade e depressão, alguns estudos mostram deficiências em sua transmissão, por vezes, causadas pela carência de triptofano [aminoácido que compõe a serotonina]. Nesses casos, é comum lançar mão de antidepressivos com propriedade de recaptação de serotonina, de modo a retardar sua metabolização e permanecer por mais tempo nos espaços que ligam os neurônios.

Problemas na produção ou deficiência da serotonina no organismo também são verificados na sensação de saciedade, quando se consome algum alimento sem fome [doce, por exemplo], apenas para obter a sensação de bem-estar. Além desses, a serotonina pode ser atuante em fases de TPM e na atividade sexual.