Sorrir faz muito bem

Além de dito popular, essa afirmação tem fundo científico. O riso pode combater sintomas como os causadores da depressão, por exemplo. O ato de sorrir leva certos estímulos ao cérebro, levando-o a produzir endorfina e serotonina, duas substâncias responsáveis pela sensação de prazer no organismo humano.

Isso acontece porque quando sorrimos, mandamos mensagens para o cérebro a nível do hipotálamo, para que produza essas endorfinas. Algumas delas, como a beta-endorfina, chegam a ter poder analgésico comparáveis à morfina. Ademais, quanto mais intensa for a risada, maior a produção dessas substâncias do prazer.

Além do cérebro, o coração também agradece, visto que pessoas que não sorriem ou que vivem de mau-humor, encontram-se em constante estado de tensão, o que por sua vez, leva a uma maior descarga de adrenalina, aumentando as chances de acidentes vasculares tais como infartos e até mesmo derrames. Portanto, sempre que possível, sorria!